Notícias

Água - Uma Responsabilidade de Todos

Há muitos anos, não se ouvia falar em tantas chuvas como no verão que se finda. Rios transbordando, cidades alagadas, represas em sua capacidade máxima de armazenamento que, fora grandes transtornos e tragédias, podem trazer às pessoas a falsa ideia de que temos água em abundância. Não é assim. Cada vez mais, a população brasileira e mundial sofre com a escassez de qualidade. Estima-se que mais de 1,4 bilhão de pessoas no mundo vivam sem acesso à água potável, um dado bastante preocupante.
 
Indispensável para a manutenção da vida na Terra, a água, assim como outros recursos, se bem utilizada, é geradora de riquezas, seja na irrigação, na produção de energia, lazer ou na navegação e, principalmente, de saúde. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), 50% da taxa de doenças e morte nos países em desenvolvimento ocorrem por falta de água ou pela sua contaminação.
 
Nós, brasileiros, somos, sim, privilegiados, pois contamos com aproximadamente 12% de toda a água doce do planeta, temos o maior rio do mundo – o Amazonas – e o maior reservatório de água subterrânea – o Sistema Aquífero Guarani.
 
Porém, temos problemas proporcionais a esta disponibilidade: 70% dessa água estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população; a Região Nordeste recebe 3% do volume; em Pernambuco, existem apenas 1.320 litros de água por ano por habitante e, no Distrito Federal, são 1.700 litros, quando o recomendado são 2.000 litros. Além da má distribuição, imperam o desperdício, o descarte de esgoto in natura nos rios e mananciais (hoje, 90% do esgoto produzido no País é despejado em rios, lagos e mares sem nenhum tratamento), a falta de políticas públicas voltadas ao saneamento básico, colocando em risco a vida humana e o desenvolvimento do Brasil.
 
A situação é grave: para cada 1.000 litros de água utilizados, outros 10 mil são poluídos. Daí a necessidade de adoção de práticas e ações que promovam a reversão deste cenário. No dia 22 de março, Dia Mundial da Água, este ano sob o tema “Água Limpa para um Mundo Saudável”, temos a oportunidade de evidenciar formas possíveis e acessíveis para evitar o consumo desnecessário e errôneo da água e promover o melhor aproveitamento dos recursos hídricos.
 
Como seres humanos, temos o diferencial da consciência, que permite agir de forma responsável, em favor do meio ambiente e de nós mesmos. Pequenas rotinas diárias podem ajudar a transformar esses números. Evitar vazamentos, não deixar torneiras abertas sem necessidade, não lavar calçadas com mangueiras, não jogar lixo nas ruas e nos rios parecem ideias tolas, mas são de grande valor.
 
O mercado nacional conta com empresas especializadas em soluções sanitárias, que disponibilizam sistemas de tratamento de água e esgoto que diminuem o efeito nefasto do descarte indevido de dejetos industriais e domésticos no ambiente. Ressalta-se ainda a necessidade de se intensificar o reúso de água tratada, que permite significativa economia de recursos hídricos – e de custos com abastecimento de água.
 
Fazer uso da água e de seus benefícios é um direito de cada cidadão, mas é um dever de todos agir para melhorar o ambiente em que vivemos.

© 2020 Moema . TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.